Onde está nossa sororidade?

Reflexões importantes sobre sororidade.

Gênero à Deriva

Essa semana houve uma série de discussões sobre sororidade por causa de um texto da Bia no blogue dela, criticando certas utilizações do conceito, e como poderíamos pensar em um conceito que abarcasse todxs.

Curiosamente, pensar em uma sororidade que abarque todxs gerou acusações de misoginia, de insinuar que Bia disse que “não se deve confiar em mulheres” e acusações de “sorofobia” (ainda desejo escrever sobre como é altamente ofensivo criar um opressão inexistente, como isso diminui outras opressões e por si só demonstra o nível raso de conhecimento de como opressões funcionam pela pessoa que afirma isso – ou me mostrem onde essa “sorofobia” é estrutural e institucionalizada?).

Eu queria estar surpresa, mas vindo do naipe de feminismo de onde vem já imaginava que essa seria a resposta. A lente míope desse feminismo que só enxerga a si mesmo e acredita piamente que o feminismo é perfeito…

Ver o post original 640 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s